Home  |    Notícias  |    Jornal   |    Fotos   | Vídeos

Noticia de: 09 de Novembro de 2017 - 10:43

Fazenda em Goiás tem recorde brasileiro em produtividade de trigo





 
 

 
 

Condições de clima favoráveis, boas práticas e novas cultivares desenvolvidas para a região explicam o bom resultado da cultura do trigo no Cerrado, que registrou nesta safra o recorde de produtividade do país: 139,8 sacos por hectare (sacos/ha), ou 8.388 quilos por hectare (kg/ha) de grãos, enquanto a média nacional é de 46,66 sacos/ha ou 2.800 kg/ha. Esse resultado foi alcançado pelo produtor Paulo Bonato, na fazenda Dom Bosco, em Cristalina (GO). O agricultor atingiu esse recorde de produtividade ao plantar, em 101 hectares de sua fazenda, a cultivar da Embrapa BRS 254.

Atualmente, 80% das variedades de trigo cultivadas no Cerrado foram desenvolvidas pela Embrapa. A mais utilizada é a BRS 264, plantada tanto na safrinha (sequeiro), quanto no sistema irrigado. Calcula-se que cerca de 65% das lavouras de trigo da região façam uso dessa cultivar.

Já a BRS 254, que proporcionou os resultados na fazenda de Bonato, ocupa um espaço menor na região, mas tem alta qualidade industrial, elevada força de glúten, excelente estabilidade e é voltada para panificação. Outra cultivar da Embrapa utilizada por produtores da região é a BRS 394.

O produtor iniciou o plantio no dia 8 de maio e a colheita foi finalizada em 21 de setembro. O custo de produção acabou sendo um pouco maior do que a média: ficou em R$ 3,7 mil/ha, sendo que normalmente esse número gira em torno de R$ 2,8 mil/ha a R$ 3,2 mil/ha.

“O custo dele é um pouco maior, pois necessita de mais insumos, mais investimento, mais irrigação, usa mais defensivos, utiliza adubos foliares e micronutrientes”, contou o engenheiro-agrônomo responsável pela área de fomento do trigo da Cooperativa Agropecuária da Região do Distrito Federal (Coopa-DF), Claudio Malinski, referindo-se à lavoura de Paulo Bonato.

Bonato utilizou nesse plantio 190 quilos de sementes por hectare. “Noventa e seis por cento germinaram”, comemora o produtor. Uma grande preocupação dele foi com o controle da brusone do trigo. Além de aplicações preventivas de fungicidas, ele também utilizou produtos que fornecem resistência maior à doença.


“Os produtores rurais da região já conhecem bastante a cultura do trigo. Eles sabem conduzir bem a lavoura, fazem boas adubações com tratos culturais muito bem adequados. Somando-se a tudo isso, a genética do trigo é muito boa, e em 2017 contamos com a ajuda do clima, já que o frio fez com que o trigo desempenhasse seu potencial genético mais a contento”, analisou Claudio Malinski.
“Credito essa produtividade a um conjunto de fatores: manejo adequado, cuidado em trocar o ativo dos fungicidas utilizados, ênfase aos aspectos nutricionais. E o clima que realmente ajudou muito. É uma grande satisfação produzir tão bem”, comemora Bonato.

O frio de fato foi um grande diferencial. O produtor Vilson Baron, do grupo Agro Aliança, também conseguiu produtividades elevadas nesta safra com o trigo. Ele plantou em sua propriedade, em Água Fria de Goiás (GO), 114 hectares da BRS 264 e 80 hectares da BRS 254. Conseguiu produtividades de 127 e 131 sacos, respectivamente. O início do plantio se deu na primeira semana de maio e a colheita começou no dia 10 de setembro.

O produtor usou cerca de 200 quilos de sementes por hectare, e o custo de produção ficou em R$ 2,2 mil/ha, ainda sem contabilizar custos operacionais de plantio, pulverização, colheita e transporte. “Nossa média histórica está bem expressiva, estamos sempre na casa de 120 sacos”. Segundo Baron, o que muda normalmente é mesmo o clima. “Quando chove muito no mês de maio, temos problema com a brusone. Como este ano quase não choveu, pode-se dizer que foi quase perfeito para o trigo.”

Na Fazenda Capão da Onça, também em Água Fria de Goiás, o cultivo do trigo tinha ficado de fora há oito anos, voltando nesta safra para compor a rotação após a soja e o feijão sob pivô. O resultado surpreendeu os sócios Leomar Fontana, Joel Pes e Sergio Zimmermann, com a produtividade média de 129,3 sacos/ha, em 90 hectares, com a cultivar BRS 264. “O clima ajudou bastante a cultura do trigo, e houve até um longo período de frio nos meses de junho e julho, que permitiu às plantas apresentarem todo o potencial”, confirmou Leomar Fontana. A produção foi comercializada a R$ 800 a tonelada.

Já no Moinho 7 Irmãos, em Uberlândia (MG), a expectativa é abastecer 60% da moagem com trigo mineiro. A produção no estado foi de 230 mil toneladas, um crescimento de 5,2% com relação ao ano passado. Na avaliação da responsável por suprimento do Moinho, Isabel Alves, o volume de grãos foi considerado bom e capaz de abastecer o moinho até o início de 2018. “A qualidade é aceitável pela indústria, mas houve muitas variações no pH. Recebemos desde trigo básico a melhorador, o que está exigindo mais esforço na segregação”, explicou.

Fonte: Embrapa

 

Imagem:

 

principal   |  voltar  |  imprimir


Envie seu Comentário
Os comentários enviados no site são moderados. Antes de escrever, leia as regras abaixo. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

O DESTAKINEWS não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.

 

Últimas Noticias

.
17/11/2017 - 07:41  Brasil Ride vem aí: Redbull divulga release do Campeonato Mundial MTB 24 horas em Costa Rica
16/11/2017 - 14:48  Festa Surpresa para Padre Sabu Jacó
16/11/2017 - 07:28  Corinthians bate o Flu de virada e conquista o 7º titulo do Brasileirão
14/11/2017 - 12:35  CerradinhoBio é destaque no Prêmio MasterCana 2017
14/11/2017 - 09:25  Aposta única leva mais de R$ 5 milhões de reais na Quina
14/11/2017 - 09:04  A força da imprensa consegue agilizar atendimento no IML de Paranaíba
14/11/2017 - 08:59  Nikon vai encerrar loja oficial no Brasil no fim de 2017 A empresa disse que a decisão é parte ...
14/11/2017 - 08:57  Oportunidade! PRONATEC pesquisa demanda para cursos técnicos em Chapadão do Céu
12/11/2017 - 07:54  É com pesar que noticiamos o falecimento da sr Édna esposa do Jair da Lenha
10/11/2017 - 09:14  Fazenda na margem da MS 306 é roubada
10/11/2017 - 09:11  Vem aí o 15º Leilão Direito de Viver de Costa Rica
10/11/2017 - 09:10  Produtores de algodão satisfeitos com prorrogação do Convênio 100/97
10/11/2017 - 09:08  Qualidade da FACHASUL lhe rende contemplação do EAD PREMIUM Unopar
10/11/2017 - 07:54  Secretaria de Educação informa as datas para as matrículas do Ensino Fundamental I
09/11/2017 - 10:41   Locais de prova do Encceja 2017 já estão disponíveis para consulta, diz Inep
09/11/2017 - 07:59  Polo Unopar FACHASUL lança Cursos EAD Premium nesta quinta-feira
09/11/2017 - 02:35  CPR 2º BPM RV de Chapadão do Céu prende mais de meia tonelada de droga
08/11/2017 - 15:45  Prefeitura de Chapadão do Céu inicia obras na Escola Flores do Cerrado.
08/11/2017 - 08:41  Participante indireto do roubo à relojoaria é preso por tráfico de drogas
08/11/2017 - 08:40   Mega-Sena acumula de novo e pode pagar até R$ 19 milhões
 
 

Chapadão do Céu - GO
CerradinhoBio é destaque no Prêmio MasterCana 2017


Chapadão do Céu - GO
Vem ai 1ª Festa da Santa Luzia


Prefeitura de Chapadão do Céu - GO
Secretaria de Educação informa as datas para as matrículas do ...




15/11/2017
Festa Sutpresa - Padre Jacó
09/11/2017
Fachasul inaugura novos cursos digital
29/10/2017
Retiro dos Jovens Emaús
28/10/2017
Festa Primavera-Micael Vespertino-Galeria 01
28/10/2017
Festa Primavera-Micael Vespertino-Galeria 02









® DESTAKI EMPREENDIMENTOS ®  Adriano Diogo Rodrigues – ME CNPJ 11.687.040/0001-70 - Site : www.destakinews.com.br E-mail  : adrpublicidades@hotmail.com  Av. Ema Oeste Nº 42 sala 2A Enfrente a Câmara Municipal  Chapadão do Céu – GO CEP 75828-000 - Redação : (64) 3634 – 2139 , Adriano Diogo  Fone Zap (64) 99653 – 4606  , Cris  (64) 99653 – 4937  “ O pouco com DEUS é muito, o muito sem DEUS não é nada leia a Bíblia ‘’  Ao copiar matéria deste site  publicar a fonte, a não publicação fica a determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa)